PSICÓLOGO CLÍNICO

No seu percurso, todo o ser humano, se depara com obstáculos. Fazendo
uso dos nossos recursos vamos tentando superar angústias, perdas, medos
e rupturas, que com maior ou menor intensidade nos afectam. Algumas,
pela sua dimensão, tornam-se difíceis de ultrapassar. Outras, pelo seu
carácter persistente, tornam-se desgastantes e começam progressivamente a
condicionar-nos.

Muitas vezes os problemas atingem certa dimensão que se tornam impossíveis
de ultrapassar sem ajuda. Entre eles, temos por exemplo, a ansiedade e angústia
continuada, as fobias e as doenças psicossomáticas. Os sintomas associados
a estas problemáticas acabam por ter uma interferência crescente, que pode
impossibilitar a realização das tarefas diárias. Noutros casos, em vez de uma
marcada sintomatologia encontramos um desinteresse generalizado. A vida
parece desprovida de sentido, de objectivos, como se todos os dias fossem
iguais. Os relacionamentos escasseiam ou são inconstantes e insatisfatórios.
O isolamento aumenta e a tristeza toma um carácter permanente que se pode
aprofundar até à depressão. É na altura em que sentimos que o nosso bem-estar
e equilíbrio estão em causa que devemos recorrer à ajuda de psicólogos.

A psicoterapia é um processo que visa explorar as áreas onde se encontram
as dificuldades emocionais, aumentando dessa forma a capacidade de lidar
com os problemas e de os resolver. Através da compreensão das experiências e
emoções, difíceis de pensar noutros ambientes, é possível operar mudanças. A
psicoterapia fornece um quadro, que permite ao indivíduo, a obtenção de uma
maior compreensão e perspectiva sobre as experiências de vida (familiares,
conjugais, profissionais, sociais), abrindo-se desta forma, a possibilidade de
consumar modificações desejadas.