Etiqueta: necessidade

desejo necessidade psicoterapia

Desejo ou Necessidade?

A necessidade é uma tensão interna gerada pela falta.

Resolve-se pelo encontro do organismo em carência com aquilo que lhe falta. Como exemplo temos a fome e a tensão sexual.

Do encontro do sujeito em carência, em estado de necessidade, com aquilo que lhe falta ou de que precisa (coisa e/ou acção específica do meio) resulta em satisfação.

O que precisa pode ser:

  • uma coisa – um objecto material (como o alimento, quando a necessidade é a fome)
  • uma acção específica de outra pessoa – o comportamento adequado da pessoa adequada (o parceiro sexual, se a necessidade é a de intercurso sexual; o comportamento acolhedor, terno e de carícias quando se faz sentir a necessidade de contacto e conforto corporais)
  •  ou o investimento afectivo e estético – amor e admiração – da pessoa privilegiada (objecto preferencial) no caso de a necessidade premente ser afectiva e narcísica.

Coisa, acção, amor e apreço são os bens necessários e imprescindíveis.

O sujeito, no seu encontro com aquilo que o satisfaz, vive uma experiência de satisfação.

“A necessidade tem origem numa carência do organismo, o desejo na recordação de um prazer.”

O desejo é um sentimento de apetência resultante da reactivação da memória da satisfação já experimentada quando a necessidade de novo se faz sentir.

O desejo é, portanto, sempre secundário, só possível depois de uma primeira experiência de satisfação.

A fome traduz uma necessidade, o apetite é o desejo de algo que o indivíduo já saboreou.

A tensão sexual corresponde a um estado de necessidade sexual, o desejo sexual é o interesse em repetir uma experiência prazerosa.

A necessidade tem origem numa carência do organismo, o desejo na recordação de um prazer.

A necessidade revela-se ao nível psicológico por um estado de tensão e desconforto internos (psíquicos).

O desejo revela-se por um estado de excitação psíquica e uma fantasia de realização do desejo com antecipação representada da satisfação.

Bibliografia: “O inconsciente primário ou virtual e a psicossomática” – A. Coimbra de Matos

Realismo Romântico - Pedro Martins Psicoterapeuta Psicólogo Clínico

“Realismo Romântico”

“Realismo romântico” – Sete regras para evitar uma separação   Esperamos que o amor seja a fonte …

Porque as pessoas são más. Pedro Martins Psicoterapeuta Psicólogo Clínico

Por que é que as pessoas são más?

Por que é que as pessoas são más? Maldade – origem e reprodução Algumas crianças não são muito simpáticas para …

Por que é tão difícil parar de consumir álcool e drogas Pedro Martins Psicoterapeuta Psicólogo Clínico

Por que é tão difícil parar de consumir álcool e drogas?

Estar sobre o efeito de drogas pode permitir o aparecimento de partes de si que estão escondidas.   Os programas de …